Niels Bohr

Físico dinamarquês, nascido em 1885 e falecido em 1962, é conhecido pela sua contribuição para o esclarecimento da teoria atómica, tendo-lhe sido atribuído, pelo trabalho neste campo, o Prémio Nobel da Física, em 1922. Bohr contribuiu, também, para o desenvolvimento da Teoria Quântica. Dedicou-se ao estudo da radioatividade, tendo explicado o processo de fissão nuclear.
Na ocupação alemã da Dinamarca, durante a Segunda Guerra Mundial, Bohr participou ativamente no movimento de resistência. Em 1943, teve de fugir para os Estados Unidos da América, indo trabalhar em Los Alamos, onde foi consultor do projeto da bomba atómica.
Após a guerra, lutou contra o uso das armas nucleares, procurando influenciar os políticos e as Nações Unidas nesse sentido. Foi o organizador da primeira Conferência Atómica para a Paz, em Genebra. Foi agraciado, em 1957, com o prémio "Átomos para a Paz". Bohr foi um dos fundadores do Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire (CERN).
Foram publicados três volumes de ensaios da sua autoria: Atomic Theory and Description of Nature (1934), Atomic Physics and Human Knowledge (1958) e Essays 1958-1962 on Atomic Physics and Human Knowledge (1963).
Como referenciar: Porto Editora – Niels Bohr na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-05 23:17:55]. Disponível em