Nikita Mikhalkov

Realizador, argumentista e ator russo, Nikita Sergeyevich Mikhalkov-Konchalovsky nasceu a 21 de outubro de 1945 em Moscovo. Pertence a uma família de conceituados pintores e poetas, sendo o irmão mais novo do cineasta Andrei Konchalovsky. Começou a atuar no teatro ainda adolescente, tendo sido muito elogiado pela sua participação numa peça de Georgy Daniela. Em finais dos anos 60, estudou cinema na Escola Estatal de Cinema de Moscovo e continuou a atuar em filmes do seu irmão. Em 1970, realizou o seu filme de fim de curso, Spokjnyj Den v Kontse Vojny (Um Dia Tranquilo no Fim da Guerra), tendo depois atuado em mais alguns filmes. Seguiu-se Svoj Sredi Chuzhikh, Cluzhoj Sredi Svoikh (Amigo para os Inimigos, Inimigo para os Amigos, 1974), uma espécie de western soviético passado durante a guerra civil. Em 1976, ganhou prestígio internacional com Raba Lyubvi (A Escrava do Amor), uma tragicomédia sobre a realização de um filme no meio da revolução de 1917. No ano seguinte, adaptou a peça de Tchekov Platonov em Neokonchennaya Pyesa Dlya Mekhanicheskogo Pianino (Peça Inacabada para Piano Mecânico), que venceu vários prémios, entre os quais o Grande Prémio do Festival de San Sebastian. Em 1979, realizou dois filmes: Pyat Vecherov (Cinco Noites), adaptando uma peça de Alexander Volodin; e Neskolko Dnej Iz Zhizni Oblomova (Alguns Dias na Vida de Oblomov), adaptação do importante romance de Ivan Goncharov.
Continuou a aparecer em alguns filmes como ator (como Siberíada, 1979, do seu irmão Andrei) e realizou mais dois que não ficaram na história, até que em 1987 teve outro triunfo com Oci Ciornie (Olhos Negros), coprodução italiana baseada em diversas histórias de Tchekov, que teve uma extraordinária interpretação de Marcello Mastroianni.
O seu filme seguinte, Urga (Urga - Espaço Sem Fim, 1991), venceu o Leão de Ouro do Festival de Veneza e foi nomeado para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro. Trata-se de uma belíssima história passada nas estepes da Mongólia, que resulta também numa espécie de estudo antropológico daquela região. Em 1994, venceu mesmo o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro com Soleil Trompeur (Sol Enganador), que também interpretou, um filme que reflete sobre a influência de Estaline.
Em 1995, dedicou-se à política, tendo sido eleito deputado pelo partido de Viktor Chernomyrdin "A Nossa Casa é a Rússia" e, em 1998, escreveu e realizou Sibirskij Tsiryulnik (O Barbeiro da Sibéria), com Julia Ormond e Richard Harris.
Como referenciar: Nikita Mikhalkov in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-07 02:25:25]. Disponível na Internet: