Norberto Ávila

Dramatrugo português nascido a 9 de setembro de 1936, em Angra do Heroísmo. Entre 1963 e 65 frequentou a Universidade do Teatro das Nações, em Paris. Fundou e dirigiu a revista Teatro em Movimento, entre 1973 e 75; e, entre 1974 e 1978, chefiou a Divisão de Teatro da Secretaria de Estado da Cultura. Traduziu peças de Jan Kott, Shakespeare, T. Williams, A. Miller, Schiller, Valle-Inclàn, Fassbinder, entre outros. As suas primeiras peças (A Descida aos Infernos e O Homem que Caminhava sobre as Ondas) revelavam, segundo Luiz Francisco Rebello, "no seu simbolismo expressionista uma decidida vocação de dramaturgo moderno, que as obras posteriores vieram confirmar" (REBELLO, Luiz Francisco - 100 Anos de Teatro Português (1880-1980), Porto, ed. Brasília, 1984, p. 42). Conjugando um sentido da representação teatral enquanto ato ao mesmo tempo lúdico e interveniente, foi distinguido com o Prémio Comemorativo do Cinquentenário da Sociedade Portuguesa de Autores, atribuído a As Cadeiras Celestes e com o Prémio da Associação Portuguesa de Escritores, em 1987, para a peça Florânia ou A Perfeita Felicidade. Embora muitas das suas peças permaneçam inéditas (O Labirinto, 1962; A Pulga, 1962; Magnífico I, 1965; O Pavilhão dos Sonhos, 1979; Os Deserdados da Pátria, 1982), grande parte da sua obra encontra-se traduzida em alemão, polaco, servo-croata e espanhol, tendo já sido levada à cena por diversas companhias estrangeiras.
Como referenciar: Norberto Ávila in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-17 04:31:59]. Disponível na Internet: