notícia

A notícia é uma narrativa curta, eminentemente informativa, de factos atuais com interesse geral. Para ser notícia tem de possuir novidade, de anunciar algo de novo. Para isso, tem de haver veracidade e atualidade dos factos; e a narrativa tem de ser formalmente apelativa, capaz de interessar, e tecnicamente eficaz, recorrendo à concisão, à clareza e à objetividade. As notícias devem, por isso, ser relativamente curtas, atuais, fidedignas, concisas, claras e objetivas, de interesse.
Embora na elaboração da notícia predomine a apresentação dos factos, é, em geral, importante fornecer o contexto da sua ocorrência (antecedentes ou outros dados de referência), as situações, as personagens intervenientes ou os objetos descritos. O texto noticioso tem de considerar os factos e dar-lhe sentido, apontando uma causalidade. O enquadramento dos factos implica a arte da observação sobre as pessoas e as coisas ou sobre o ambiente onde acontece.
Cabe ao redator a perceção correta do que é essencial, mas também a obediência a certas regras de codificação: o título e o antetítulo (rigorosos, imaginativos, sugestivos, devem constituir unidades de sentido, anunciam o texto e captam a atenção do leitor para o conteúdo); a entrada (entre a titulagem e o "lead", deve ser suficiente para fornecer ao leitor a informação mínima essencial); o parágrafo-guia ou "lead"; os subtítulos (curtos e concisos, revelam a essência da parte de texto que introduzem); a construção por blocos e em forma de pirâmide invertida. O lead é o parágrafo-guia da notícia e deve permitir ao leitor a resposta para as seguintes questões (podendo ser arbitrária a sua ordem): O quê? (o que aconteceu ou vai acontecer); quem? (os agentes da ação); quando? (a data); onde? (o local do acontecimento); como? (as circunstâncias); porquê? (os motivos e as razões).
A arbitrariedade da ordem enunciada resulta do facto de se dever iniciar a notícia pela resposta mais importante ou insólita. É, porém, frequente reservar-se o "como" e o "porquê" (por vezes, com o sentido de "para quê?") para o parágrafo seguinte, pois nem sempre são fáceis de resumir. O "quando" e o "onde" ficam, igualmente, omissos quando são óbvios.
A notícia ao ser redigida deve obedecer a um determinado número de regras essenciais, quer pelas vantagens técnicas que daí advêm, quer por razões de ordem psicológica e de leitura para os diversos recetores. A primeira norma a observar diz respeito à estrutura que segue a técnica da pirâmide invertida, que, ao contrário da construção romanesca, coloca o clímax no início da narração. Esta técnica resulta, naturalmente, da elaboração de um bom lead direto. Com a pirâmide invertida, as informações a seguir ao lead surgem por ordem decrescente de importância. À medida que se constrói o corpo da notícia, os factos vão perdendo a sua importância.
Na construção da notícia é importante o recurso a estes elementos e à imagem, mas assegurando sempre a unidade, a coerência e a eficácia informativa.
Como referenciar: notícia in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-04 15:15:43]. Disponível na Internet: