Nove Semanas e Meia

Drama erótico norte-americano realizado em 1986 por Adrian Lyne, 9 1/2 Weeks foi interpretado por Mickey Rourke, Kim Basinger, Margaret Whitton, David Margulies e Christine Baranski. O argumento foi escrito por Zalman King, Sarah Kernochan e Patricia Knop, adaptando o livro de Elizabeth McNeill.
John (Mickey Rourke) é um enigmático corretor da Bolsa e Elizabeth (Kim Basinger) é uma bonita assistente de uma galeria de arte no Soho. Um dia, encontram-se numa mercearia chinesa em Manhattan e trocam olhares. Desde logo se verifica uma atração irresistível entre eles, estabelecendo-se uma relação - durando as nove semanas e meia do título - nada convencional. Ele, bastante inventivo, quer proporcionar-lhe um tórrido conjunto de experiências eróticas, mas faz questão de deter o controlo. Ela, por seu turno, submete-se aos seus caprichos e deixa-se enredar numa teia lasciva de submissão. Na cena mais emblemática e falada do filme, John coloca uma venda nos olhos de Elizabeth e alimenta-a, usando todo o tipo de alimentos, de amargos a doces, de diferentes texturas, constituindo uma surpresa para ela. John telefona-lhe às horas mais inesperadas e dá-lhe ordens frequentemente pouco ortodoxas; ela, por sua vez, segue as instruções e a relação vai-se tornando cada vez mais obsessiva. O filme mostra o contraste entre o jogo escaldante em que ambos participam fora do mundo real e o pacato dia a dia de Elizabeth. Apesar de serem íntimos a nível sexual, em termos pessoais são praticamente dois estranhos. Ela quer saber mais sobre ele e vai ficando mais ligada afetivamente, mas ele é relutante a dar explicações e a desvendar o seu mistério. A ligação sadomasoquista vai sendo colocada em causa por ela no momento que sente estar a ultrapassar os seus limites, tendo que escolher entre manter o auto-respeito e a independência ou continuar no jogo crescentemente doentio de John.
Nove Semanas e Meia causou alguma controvérsia na época da estreia por mostrar cenas de sexo explícitas, o que era raro em filmes considerados de grande produção e com estrelas de Hollywood. Tornou-se um marco iconográfico dos anos 80 e deu origem a duas sequelas: Another 9 1/2 Weeks (Outras 9 Semanas e Meia, 1997), de Anne Goursaud, e The First 9 1/2 Weeks (1998) de Alex Wright.
Como referenciar: Nove Semanas e Meia in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-25 07:34:15]. Disponível na Internet: