nutriente

O conceito de nutriente carece de ser explicado em dois domínios diferentes do saber: a Pedologia e a Biologia. Comecemos pelo primeiro.
Para que as plantas se desenvolvam, os solos devem possuir água, oxigénio e minerais nutrientes. A fertilidade do solo, isto é, a capacidade de que ele dispõe para o desenvolvimento da flora, refere-se, muitas vezes, concretamente à presença de quantidades específicas de nutrientes.
Minerais nutrientes, como fosfatos (PO43-), potássio (K+), cálcio (Ca2+) e outros iões, estão presentes em muitas rochas, juntamente com outros elementos não nutrientes. Contudo, as plantas não podem absorver estes nutrientes tal como eles se encontram na estrutura da rocha. A rocha deve ser erodida até que os iões nutrientes sejam libertados para a solução aquosa. A rocha que é o "material-mãe" é naturalmente alterada por meteorização. A meteorização inclui todas as ações físicas que atuam na rocha, como o gelo e o degelo, o aquecimento e o arrefecimento, a ação abrasiva por particulares de areia, a pressão exercida pelo crescimento de raízes nas fissuras das rochas, etc. Ao mesmo tempo, ocorrem numerosas reações químicas que reduzem a rocha a pequenas partículas.
Os iões nutrientes libertados pelas rochas podem ser absorvidos pelas raízes. Sendo a meteorização a fonte inicial dos nutrientes, isto é, dos elementos nutritivos das plantas, é, contudo, um processo muito lento para acompanhar o crescimento normal das plantas, pelo que é muitas vezes necessário juntar ao solo esses nutrientes. Nos ecossistemas naturais, os nutrientes são principalmente obtidos a partir dos ciclos do carbono, do fósforo e do azoto.
No âmbito da Biologia, por sua vez, é denominado alimento o material ingerido (carne, peixe, fruta, etc.) e nutriente cada uma das substâncias químicas que constituem o alimento (hidratos de carbono, lípidos, prótidos, vitaminas, compostos minerais, água). Os alimentos são digeridos e libertam os nutrientes, que são absorvidos pelos órgãos digestivos. A função dos nutrientes é fornecer energia química potencial ao organismo e permitir a constituição dos tecidos e a regulação do meio interno. São sobretudo importantes os nutrientes que não são sintetizados pelo organismo ou o são em quantidade insuficiente - nutrientes essenciais -, como por exemplo os aminoácidos essenciais (no caso dos seres humanos são oito) e os ácidos não saturados.
Como referenciar: nutriente in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-21 09:20:26]. Disponível na Internet: