O Candidato da Manchúria

Drama político realizado por John Frankenheimer, em 1962, sob o título The Manchurian Candidate, com interpretações de Frank Sinatra, Laurence Harvey, Janet Leigh e Angela Lansbury. O argumento foi polémico: Raymond Shaw (Harvey), um veterano da guerra da Coreia, regressa a casa para receber a Medalha de Honra por ter salvo o seu pelotão, prisioneiro das hostes comunistas. Contudo, Bennett Marco (Sinatra), outro dos soldados da guerra da Coreia que regressam a casa, é atormentado por sonhos em que assiste ao seu pelotão a ser submetido a uma lavagem cerebral e a Shaw a assassinar soldados americanos. Shaw é filho de Mrs Iselin (Lansbury), uma mulher fria e calculista que domina o seu segundo marido, um senador medíocre a quem a mulher tenta colocar na corrida às presidenciais. A verdade é que Shaw não passa de um assassino a quem tinha sido feita uma lavagem cerebral e que entra num estado sugestivo quando vê a carta da Dama de Copas. O filme foi controverso e unanimemente considerado pelos críticos como demasiado avançado para o seu tempo. A temática de uma conspiração comunista para tomar o poder fez com que o filme fosse retirado de circulação após o assassinato do presidente John F. Kennedy em 1963. Só voltou a ser exibido comercialmente em solo americano em 1987.
Como referenciar: O Candidato da Manchúria in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-08 10:50:20]. Disponível na Internet: