O Kilt Escocês

kilt, a palavra escocesa para vestuário, é hoje em dia uma saia de pregas curta de tecido xadrez escocês típico que pende da cintura até aos joelhos. É usada pelos homens na Escócia, por regimentos escoceses, irlandeses e canadianos e que a moda tornou também peça feminina no século XX.
Originalmente, o kilt era a parte inferior pregueada do breacan-feile, a forma mais antiga do vestuário Scottish Highland (ou das Terras Altas), usado até 1746. Era constituído por uma peça de pano de lã xadrez, com um padrão de cores típico de cada clã, o clan tartan, com duas jardas de largura e seis jardas de comprimento. Este pano era dobrado em dois, pregueado e amarrado à volta das ancas por um cinto de couro. A parte inferior constituía o kilt e a metade superior era presa por cima do ombro esquerdo por um alfinete de peito, com a extremidade suspensa nas costas, formando a manta, ou plaid. O lado direito, mais comprido, era guardado dobrado dentro do cinto, sendo usado por cima da cabeça nas intempéries. O manto transformava-se num cobertor à noite. Entre 1746 e 1782, durante a "English Prohibition Act", o breacan-feile pendia dos ombros para esconder o vestuário típico do utente escocês. Hoje, o kilt é um dos elementos do Scotish Highland dress, juntamente com o plaid, manto do clan, este último também usado pelas senhoras preso ao ombro esquerdo, por cima do vestido de noite.
Como referenciar: O Kilt Escocês in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-02-21 15:49:12]. Disponível na Internet: