O Padre Maldito

Romance de Silva Pinto, subintitulado Memórias do Cura Santa Cruz, onde se narra em primeira pessoa as desventuras de um padre, criado de pequeno com uma mãe e irmã adotivas, que vêm a ser brutalmente assassinadas por um primo do protagonista. A partir daí, Santa Cruz concentra-se num complexo e obstinado projeto de vingança ("Fui eu, eu, quem roubou teu filho, teu filho... quem matou tua sogra... estrangulei-a, a miserável! Depois tua mulher... (...) envenenei-a! Eu! Depois, para ti as palhas dum hospital, bandido! (...) olha! Está ali dentro teu filho, sabes? (...) à meia noite, à hora a que fores enforcado, sê-lo-á ele em frente de ti"). Plena de referências anticlericais (digressões contra os jesuítas, apóstrofes contra "a meretriz papal", "a santa religião"), a obra contém reminiscências da estada do autor em Espanha, já que uma parte importante da ação decorre em Madrid.
Como referenciar: O Padre Maldito in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-13 11:13:30]. Disponível na Internet: