oblíquo

No quadro teórico da gramática generativa, o oblíquo é uma função sintática relativamente abrangente, que se identifica com o complemento circunstancial e com o complemento determinativo do nome da gramática tradicional.
Propriedades do Oblíquo:
- pode ser realizado por um sintagma nominal (SN), preposicional (SP), adverbial (SADV) ou Frase (as orações adverbiais têm função sintática de oblíquo):
i) Esta manhã não houve campanha eleitoral. (SN)
ii) A infantaria chegou com a cavalaria. (SP)
iii) A bola deslizava muito devagar.(SADV)
iv) O carro não andava porque tinha uma avaria. (oração causal)
- exprimem uma grande variedade de funções semânticas, à semelhança do complemento circunstancial:
v) A Lebre de março almoçou [com o gato branco] OBL (comitativo).
vi) A Lebre de março apareceu [ao entardecer] OBL (tempo).
vii) A Lebre de março caiu [para o outro lado do espelho] OBL (direção).
viii) A Lebre de março fugiu [com o auxílio de uma corda] OBL (instrumento).
ix) A Lebre de março tomou chá [em casa] OBL (locativo).
x) A Lebre de março fugia [todas as vezes] OBL (frequência).
xi) A Lebre de março fugiu [para escapar a Alice] OBL (fim).
xii) A Lebre de março fugiu [por causa de Alice] OBL (causa).
xiii) A Lebre de março deixou uma surpresa [para a Alice] OBL. (beneficiário)
- quanto ao tipo de dependência, pode ser:
um argumento obrigatório ou complemento - não pode ser deslocado nem suprimido; pode depender do:
a) verbo - depende diretamente do sintagma verbal (SV) [equivale ao complemento circunstancial da gramática tradicional]
xiv) A menina colocou [o livro] OD [na mesa] OBL.
xv) O jogo durou [várias horas] OBL.
b) nome - depende diretamente do sintagma nominal (SN) [equivale ao complemento determinativo do nome da gramática tradicional]
xvi) Ocorreu um derrame [de petróleo] OBL.
um argumento facultativo ou adjunto - pode ser deslocado e suprimido; pode atribuir uma qualidade/ circunstância acessória ao:
a) verbo
xvii) [Ontem] OBL [na escola] OBL a menina colocou o livro na mesa [com brusquidão] OBL.
b) nome
xviii) Ocorreu um derrame [de petróleo] OBL [com consequências graves] OBL.
A gramática generativa desenvolveu testes para a identificação de oblíquos que constituem argumentos obrigatórios ou facultativos do sintagma verbal. Destacam-se os testes da mobilidade e da interrogação, aplicados no primeiro caso aos oblíquos que constituem argumentos obrigatórios do verbo (teste 1) e, no segundo caso, aos oblíquos que constituem argumentos facultativos do verbo (teste 2).
Teste 1 - os oblíquos que constituem argumentos obrigatórios do SV:
1. não podem ser deslocados com facilidade:
xix) *Na mesa a menina colocou o livro.
xx) *Várias horas o jogo durou.
2. não podem ocorrer na interrogativa [O que + substituto do predicado - fazer, acontecer, haver, passar-se + SU] tendo o verbo como resposta não redundante:
xxi) *O que fez a menina? *Colocou.
xxii) *O que há com o jogo? * Durou.
Conclusão: os sintagmas "na mesa" e "várias horas" desempenham a função sintática de oblíquo; os testes da mobilidade e da interrogação mostram que são oblíquos obrigatórios dos verbos colocar e durar, respetivamente.
Teste 2 - os oblíquos que constituem argumentos facultativos do SV
1. têm uma grande mobilidade na frase:
xxiii) A menina colocou o livro [com brusquidão] na mesa [ontem] [na escola].
2. podem ocorrer na interrogativa [O que é que + SU + substituto do predicado - fazer, acontecer, haver, passar-se] cuja resposta não redundante seja constituída pelo SV:
xxiv) O que é que a menina fez ontem na escola com brusquidão? Colocou o livro na mesa.
Conclusão: os sintagmas "com brusquidão", "ontem" e "na escola" são oblíquos; os testes vêm mostrar que não são constituintes do verbo, mas sim da frase, ou seja, são complementos facultativos, não dependentes, adjuntos do verbo.
Como referenciar: Porto Editora – oblíquo na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-19 17:06:10]. Disponível em