observatório orbital

Um observatório orbital consiste num satélite científico concebido especialmente para efetuar observações astronómicas. Os Estados Unidos da América desenvolvem vários programas que se enquadram nesta designação.
Os OSO (Observatório Solar Orbital) constituem uma série de oito satélites lançados entre 1962 e 1975, com o objetivo de estudar a atividade solar (mediação da frequência e da energia da radiação solar nas regiões do ultravioleta, dos raios X e dos raios gama do espetro).
Os OAO (Observatório Astronómico Orbital) formam uma outra série de satélites (1966-1972), cuja missão é o estudo do espetro eletromagnético completo, o qual é impossível de ser executado a partir da superfície terrestre, devido à absorção atmosférica.
Os OGO (Observatório Geofísico Orbital) são satélites de grandes dimensões, lançados entre 1964 e 1969, concebidos para investigar as relações entre o espaço, a Terra e o Sol (estudos dos raios cósmicos, das partículas de energia, dos campos magnéticos, da radiação solar, da composição atmosférica, etc.).
Como referenciar: observatório orbital in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-19 00:36:16]. Disponível na Internet: