Olga Cardoso

Locutora de rádio, Olga Cardoso nasceu a 7 de julho de 1934, em Miragaia, no Porto. A sua ligação à rádio começou em 1949, altura em que foi convidada a ingressar na ORSEC/Oficinas de Rádio, Som, Eletricidade e Cinema. A jovem portuense aceitou o convite e passou então a dar a sua voz em novelas radiofónicas, um tipo de programas muito populares na época, que deixavam as pessoas agarradas aos aparelhos de rádio. Quando ingressou na Rádio Renascença (uma das principais estações de âmbito nacional) em 1964, Olga Cardoso deu um grande impulso à sua carreira. A locutora destacou-se em vários programas, mas foi com "Despertar", nas décadas de 80 e 90, em parceria com António Sala, que ganhou uma grande popularidade. "Despertar", um programa diário que abria as emissões da manhã da Rádio Renascença e que liderou as audiências durante muitos anos, foi apresentado por António Sala e Olga Cardoso durante 17 anos consecutivos. Chegou a haver emissões em direto de Viena, na Áustria, de Sevilha, em Espanha, de Macau e da Expo'98 e ainda a bordo de aviões, barcos ou submarinos. Paralelamente, a locutora dedicava-se também à apresentação de diversos tipos de espetáculos, atividade que manteve mesmo depois de se reformar. Participou numa série de atividades complementares à carreira que seguia na rádio e entrou numa peça teatral chamada Hotel Sarilhos, que foi levada à cena no Teatro Sá da Bandeira, no Porto, por Lopes de Almeida. Quando tinha 50 anos, a locutora acrescentou uma nova variante à sua carreira profissional, ao lançar um disco chamado Bom Dia Amor. A experiência no mundo da música foi repetida com o trabalho discográfico Cor de Rosa Claro, editado em 1988. Depois de todo o sucesso alcançado na rádio portuguesa, em 1993 estreou-se na televisão, com o concurso "A Amiga Olga", da TVI, que esteve no ar durante um ano e três meses. O concurso foi muito popular e toda a gente conhecia Olga Cardoso por "Amiga Olga". O concurso também ficou conhecido devido à sua célebre expressão "o rapaz do gongo" (no programa, Olga tinha um assistente que tocava num gongo). Após uma ligação de 50 anos à rádio, decidiu reformar-se em 1999. Embora dois anos depois tenha regressado à Rádio Renascença para apresentar o programa "Clássicos da Renascença".
Como referenciar: Olga Cardoso in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-18 23:41:43]. Disponível na Internet: