ondas sísmicas

Movimentos vibratórios de partículas que num sismo se propagam a partir do foco segundo superfícies concêntricas.
Ondas de Love - Ondas sísmicas superficiais de grande amplitude que se deslocam unicamente nas camadas superficiais da crosta terrestre. As ondas superficiais são complexas e as ondas de Love correspondem a uma parte da agitação do solo. As ondas Love são de baixa frequência e têm um comprimento de onda elevado.
Ondas de Rayleigh - Ondas sísmicas superficiais de grande amplitude que se deslocam unicamente nas camadas superficiais da crosta terrestre. As ondas de Rayleigh produzidas por um sismo dão à Terra um movimento de oscilação como o de uma balança. Estas ondas são as que causam maiores estragos. Ondas P - Primeiras ondas de um sismo que são registadas num sismograma e são ondas de compressão - dilatação, com as vibrações paralelas à trajetória, que se propagam em todas as direções do espaço a partir do foco. As ondas P propagam-se nos líquidos e nos sólidos, mas também na atmosfera, sendo responsáveis pelo ruído surdo que acompanha os sismos. As ondas P são de alta frequência e com pequeno comprimento de onda.
Ondas S - Segundo tipo de onda sísmica a ser registada num sismograma. As ondas S são também designadas ondas transversais de cisalhamento, de distorção ou rotação.
Estas ondas só se deslocam nos sólidos. Os líquidos não oferecem resistência a este tipo de onda.
Como referenciar: ondas sísmicas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-02-21 22:25:58]. Disponível na Internet: