órbita

Uma órbita consiste na trajetória descrita por um corpo celeste sob a influência das forças de atração provocadas por outros corpos celestes. Geralmente é uma curva fechada (elipse), como no caso dos planetas em torno do Sol (o Sol ocupa um dos focos), ou das componentes de um sistema binário em torno do centro de massa comum. Embora raras, existem também órbitas parabólicas ou hiperbólicas, como é o caso de alguns cometas.
A órbita aparente de um corpo celeste é a trajetória descrita por esse corpo sobre a esfera celeste, vista a partir da Terra, também em movimento. A interseção do plano da órbita com o plano fundamental designa-se por linha dos nodos.
Para definir a dimensão, a forma e a orientação da órbita de um corpo celeste, torna-se necessário conhecer sete quantidades, a que se dá o nome de elementos de órbita. No caso de uma órbita planetária, esses elementos são: longitude do nodo, inclinação da órbita, longitude do periélio, semieixo maior que a elipse, excentricidade, período de revolução e movimento médio.
Para a determinação de todos estes elementos, são necessárias, pelo menos, três observações da posição aparente do corpo na esfera celeste (ascensão, reta e declinação) em três datas diferentes.
Como referenciar: órbita in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-15 04:54:03]. Disponível na Internet: