Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos (OCDE)

Organização internacional fundada em 1961 com o objetivo de promover o desenvolvimento económico e o comércio internacional. A convenção que estabeleceu a OCDE foi assinada, a 14 de dezembro de 1960, por dezoito países europeus e pelo Canadá, tendo entrado em vigor a 30 de setembro de 1961. A OCDE sucedeu à Organização Europeia de Cooperação Económica (OECE), estabelecida em 1948 para coordenar a implantação do Plano Marshall na Europa.
Nos anos 80 faziam parte da OCDE os seguintes países: Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos da América, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Islândia, Itália, Japão, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Nova Zelândia, Portugal, Reino Unido, República Federal da Alemanha, Suécia, Suíça e Turquia.
A OCDE é uma organização que carece de poder decisório. É sobretudo uma assembleia consultiva que realiza congressos, conferências, seminários e publicações várias. A organização mantém-se em contacto com várias entidades oficiais e privadas, publicando anualmente estatísticas sobre a agricultura, a investigação científica, o mercado de capitais, os impostos, os recursos energéticos e outros assuntos. Aos relatórios da OCDE é atribuída grande credibilidade, pelo que eles constituem um dos instrumentos habitualmente utilizados para avaliar a evolução da economia mundial e de cada estado.
Como referenciar: Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos (OCDE) in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-24 21:22:48]. Disponível na Internet: