Os "Notáveis"

Foi em França que se deu a instituição de uma assembleia de pessoas alcunhadas de "notáveis", por terem sido designadas exclusivamente pelo rei, durante o antigo regime, para emitirem pareceres sobre os problemas que lhes eram apresentados para apreciação. Funcionavam como uma espécie de conselho real formado por figuras, quase todas da alta nobreza e do clero, podendo reunir nas localidades onde estivesse a corte real. Começaram em 1596. Distinguiam-se dos Estados Gerais pelo facto dos seus membros não serem eleitos mas antes designados pelo próprio rei. A lealdade e fidelidade ao soberano eram uma nota característica deste "órgão" consultivo, pelo que os seus pareceres eram quase sempre de legitimação das propostas de medidas de governação do monarca. De entre estas assembleias de "notáveis" tornaram-se mais conhecidas, pelas implicações políticas, as de 1787 e 1788, convocadas por Luís XVI (1774-1792). A relevância histórica destas duas últimas assembleias, que tiveram lugar em Versalhes, a primeira em Fevereiro-Maio de 1787 e a segunda em novembro de 1788, sob a batuta de Luís XVI, prende-se com a proximidade da Revolução Francesa de 1789. Os últimos anos que a antecederam, anunciadores do fim do Absolutismo real e do poder, portanto, despótico e total do soberano, foram anos difíceis para a monarca francesa, cortesã e luxuosa, com o povo, o chamado "Terceiro Estado" a definhar e na penúria em termos económicos e sociais, e cada vez mais contestatário. Estas Assembleias tinham muitas vezes a função de aprovar os aumentos de impostos que o rei propunha, o que as tornou impopulares, dada a sua parcialidade, composição social e política e fidelidade ao poder absoluto. A França dos últimos anos do Antigo Regime estava na bancarrota, em clima de tensão social aguda e com a figura do rei e a sua capacidade ação enfraquecidas. Daí a importância destas duas últimas assembleias de "notáveis", elitistas e demarcadas da realidade da França às portas da Revolução de 1789.

Como referenciar: Porto Editora – Os "Notáveis" na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-24 08:54:07]. Disponível em