Oswald de Andrade

Poeta, prosador e teatrólogo brasileiro, José Oswald de Sousa Andrade nasceu em 1890, em S. Paulo. Descendente de família tradicional e abastada, fez os estudos primários e secundários no Ginásio de S. Bento.
Em 1912, numa viagem que fez à Europa, travou conhecimento com as vanguardas europeias, especialmente com o Futurismo.
Em 1917 formou-se em Direito na Universidade de S. Paulo e conheceu Mário de Andrade e di Cavalcanti. Juntos, deram início a uma luta pelos ideais modernos que se concretizou na realização da Semana de Arte Moderna, em 1922. A partir desta data, Oswalde de Andrade tornou-se o principal dinamizador do movimento modernista brasileiro. Nas viagens que efetuava regularmente à Europa mantinha ligação com escritores e artistas de vanguarda do Velho Continente.
Em 1931, juntamente com Patrícia Galvão, lançou o jornal O Homem do Povo, que marcou a sua adesão ao Partido Comunista, do qual se afastaria em 1945. Nesta data, passou a exercer a função de professor de Literatura Brasileira na Universidade de S. Paulo.
Faleceu em 1954, nessa mesma cidade. Nos últimos anos de vida, vinha sofrendo dificuldades económicas e longa doença. No entanto, permaneceu sempre atuante e provocador.
Ressalta sobretudo a diversidade da sua obra, que compreende a poesia, a narrativa, a crítica e o ensaio. Os escritos incluídos em Trilogia do Exílio (1922-1934) mostram-nos uma prosa nova e uma poética de conteúdo angustiado e quase dissolvente. Na poesia, Oswald de Andrade mostra um gosto extremo pela novidade.
Marco Zero (1943-1945) é um ciclo romanesco projetado para cinco volumes, mas de que acabaram por sair apenas dois. Trata-se de uma tentativa de "romance mural", composto por manchas sociais justapostas, de que bem ressalta a ideologia política do autor.
Mas acabou por ser no teatro que as qualidades de Oswald de Andrade melhor se puderam evidenciar. Em O Homem e o Cavalo (1934), aborda a revolução social. Em A Morta (1937), mostra o drama do poeta que a hostilidade da época reacionária afastou de uma linguagem útil e corrente. Em O Rei da Vela (1937), o tema abordado é o do embate entre o socialismo e a burguesia.
Como referenciar: Porto Editora – Oswald de Andrade na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-29 12:37:59]. Disponível em