Paes de Andrade

Político brasileiro, Manuel de Carvalho Paes de Andrade nasceu a 21 de dezembro de 1780, em Pernambuco, Brasil e faleceu a 18 de junho de 1855, no Rio de Janeiro.
O papel político de Paes de Andrade encontra-se intimamente ligado à eclosão da Confederação do Equador, para a qual foi nomeado presidente. O descontentamento vivido na Província de Pernambuco vinha já de trás, quando em 1817 teve lugar a Revolução Pernambucana. Então, as ideias republicanas latentes voltaram a manifestar-se. O rastilho foi a nomeação de Francisco Paes Barreto para o cargo de presidente da Província de Pernambuco, em vez de Manuel de Carvalho Paes de Andrade, que fora escolhido pelo povo. Os protestos vieram do Recife e de Olinda e a 2 de julho de 1824 foi proclamada a Confederação do Equador. Paes de Andrade foi nomeado presidente da Confederação. A resposta das tropas imperiais, a falta de consenso entre os membros da Confederação e a mudança de posição de alguns dos apoiantes da causa republicana, acabaram por votar o movimento ao fracasso.
Com a tomada da cidade do Recife pelas tropas imperiais, Paes de Andrade fogiu num navio para Inglaterra, enquanto a repressão aos rebeldes é exemplar. Mais tarde, de regresso ao Brasil, Manuel de Carvalho Paes de Andrade é eleito deputado em 1831 e três anos mais tarde, senador pela Província de Paraíba.
Como referenciar: Paes de Andrade in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 14:53:37]. Disponível na Internet: