Palácio da Secessão

Edifício construído em Viena, entre 1889 e 1899, para servir de galeria das exposições de vanguarda. Com o risco de Joseph Olbrich, discípulo de Otto Wagner, a planta é um cubo com uma árvore em bronze a rematar a cobertura. O arquiteto considera a decoração um elemento à parte, como é visível na conceção da cúpula. Aliás, a inserção de elementos insólitos nas construções é uma característica comum à escola vienense. As formas deste edifício representam um retorno aos elementos egípcios, utilizados na época de Napoleão. As suas ideias não se encontram ainda dentro dos limites da Arte Nova, mas surge como uma paródia aos cânones da arte clássica, então preconizados. Essa ideia é plasmada na própria fachada com a inscrição da frase "A cada época a sua arte, à arte a sua liberdade". Este estilo fará escola, passando a direcionar a Arte Nova vienense: uma arquitetura racional, geométrica, matemática, numa conceção construtiva e geométrica que mais tarde irá evoluir para a Arte Deco.
Como referenciar: Palácio da Secessão in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-07 17:13:11]. Disponível na Internet: