Palácio de Dário (558-486 a. C.)

Persépolis é uma palavra grega que designa a Cidade dos Persas, uma das capitais do Império Persa - à qual os seus habitantes chamavam Parsa - utilizada no século VI a. C. como residência dos reis Aqueménidas.
O local arqueológico de Persépolis conserva o palácio e a sala de audiências de Dario I (Apadana), decorados por baixos-relevos escultóricos, representando cerimoniais acménidas. Parte das colunas pétreas da Apadana ainda estão de pé e a dupla escadaria foi recuperada pelos arqueólogos.
No século IV a. C. (330) Persépolis foi arrasada e incendiada por Alexandre, o Grande, só voltando a ser recuperada no século XX por uma equipa de arqueólogos liderados por James Henry Breasted, em 1931.
Dario o Grande foi rei da Pérsia entre 558 e 486 a. C. Este descendia de uma estirpe persa nobre e era membro da família real dos Aqueménidas. Pela morte de Cambises II em 522 fez-se rei, apesar dos Magi, um grupo de religiosos persas, tentarem colocar no governo da Pérsia o usurpador Gaumata, derrotado por Dario em 521.
Como referenciar: Palácio de Dário (558-486 a. C.) in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-23 12:36:31]. Disponível na Internet: