Palácio Schönbrunn

Projetado por um dos mais célebres arquitetos austríacos, Johann Bernhard Fischer Von Erlach, foi edificado durante o reinado da imperatriz Maria Teresa, tendo sido iniciado em 1695. Constituiu a residência de verão dos Habsburgos.
O projeto megalómano que Fischer von Erlach concebeu para a residência imperial tinha o propósito de rivalizar com o Palácio de Versalhes, conjugando-o com a monumentalização do espaço em volta. O resultado foi um edifício onde se observa uma maior unidade do que a que se verifica no modelo francês, dada pela ordem colossal usada no corpo central da fachada. Este facto tornou a fachada do palácio vienense mais diversificada e atraente. Os traços que distinguem estes dois palácios devem-se ao facto de a tradição medieval na Áustria ser mais forte que na França e também à facilidade de contactos com a Itália. Em toda a obra ficou patente a grandiosidade, visível na majestade das formas, na clareza da planta e na ampliação das soluções espaciais. Toda a obra de Fischer von Erlach o consagra como mestre do barroco imperial.
O palácio e os seus jardins foram classificados como Património Mundial pela UNESCO em 1996.
Como referenciar: Porto Editora – Palácio Schönbrunn na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-19 05:00:46]. Disponível em