Palio de Siena

O Palio de Sena, ou Siena, é uma corrida de cavalos que tem lugar duas vezes por ano em honra de Nossa Senhora, na Madonna de Provenzano, no dia 2 de julho, e na Assunção da Virgem, a 15 de agosto. Festas e procissões têm lugar no dia anterior e no próprio dia de cada corrida, sendo os cavalos levados a uma igreja onde são benzidos. O Palio começa com uma elaborada procissão na Piazza del Campo, onde são representados os símbolos da glória da cidade e da antiga república de Siena. A corrida consiste em três voltas em torno da Piazza del Campo, no centro da cidade, em que dez cavaleiros, representando dez bairros históricos da cidade, montam os cavalos sem sela num percurso cheio de desafios agravados pelas exigentes regras. Como só há lugar suficiente para nove cavalos na linha de partida, o décimo, o rincorsa, coloca-se um pouco atrás dos restantes e tem de começar a corrida antes dos outros, de modo que esteja já a galope quando a corda cair para os restantes começarem. Algumas das curvas são arrepiantes e uma delas, em ângulo reto, provoca frequentes mortes entre os cavaleiros, os fantini, e pernas partidas nos cavalos. É ainda permitido aos cavaleiros fustigarem os outros cavalos e cavaleiros com os chicotes de couro.
O cavalo vencedor é o primeiro a cruzar a linha de chegada com o ornamento da cabeça intacto e o prémio é uma bandeira de seda, chamada Palio (do latim pallium). Nessa mesma noite tem lugar um jantar de comemoração da vitória e no dia seguinte paradas, em que o vencedor é exaltado e os derrotados expressam a vergonha da derrota.
A história conta que Senius e Aschio, filhos de Remo, fugiram de Roma em busca de paz e fundaram um castelo na Toscânia, o qual estaria na origem da cidade de Siena. Para além do símbolo da loba nas armas da cidade de Siena, poucos vestígios restaram da influência romana, já que o gótico domina a arte e a arquitetura através da pedra vermelha e dourada, que recebeu a designação particular de "terra de Siena queimada".
Como referenciar: Palio de Siena in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 03:01:46]. Disponível na Internet: