Panfleto

Termo que designa uma brochura ou folheto breve e incisivo, em prosa ou em verso, de carácter satírico ou violento, usado como instrumento ou de intervenção ideológica, política e literária, ou de difamação pessoal ou coletiva.
O panfleto revela-se um meio de comunicação de grande utilidade dada a sua fácil divulgação e os seus baixos custos de publicação e aquisição. O panfleto desenvolve-se sobretudo em épocas de crise sócio-política, religiosa ou de mudança cultural, tal como aconteceu durante a Reforma e a Revolução Francesa. Nesse sentido, entre os séculos XVII e XVIII, aparece um grande número de panfletos, destacando-se La Doctrine Curieuse des Beaux Esprits de ce Temps (1623) de François Garasse, A Arte de Furtar: Espelho de Enganos, Teatro de Verdades, Mostrador de Horas Minguadas, Gazua Geral dos Reinos de Portugal (1652) de anónimo, Les Provinciales (1656-1657) de Pascal, El Panfleto de los Panfletos (1824) de Paul-Louis Courier ou ainda Napoléon, le Petit (1852) de Victor Hugo.
Como referenciar: Panfleto in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-22 02:15:22]. Disponível na Internet: