parênquima

O parênquima propriamente dito é um tecido vegetal definitivo formado a partir do meristema fundamental, de constituição simples e formado por células vivas, grandes, com uma grande quantidade de vacúolos e cloroplastos e que apresentam paredes finas, não lenhificadas. O parênquima é o tecido mais abundante nas plantas.
A função do parênquima depende do local onde se encontra.
O parênquima clorofilino é constituído por células pouco especializadas, com numerosos cloroplastos, cujas paredes se mantêm finas. Encontra-se fundamentalmente nas folhas e nos caules e muito raramente nas raízes. Atendendo à disposição e forma das células, o parênquima clorofilino pode ser lacunoso, constituído por células mais ou menos esféricas que formam lacunas entre elas, ou em paliçada, constituído por células prismáticas muito alongadas verticalmente, com numerosos cloroplastos.
O parênquima de reserva (embora esta função ocorra na maioria dos parênquimas, neste a especialização é mais significativa) pode armazenar amido (parênquima amiláceo) como acontece na batata, gorduras, ácidos, essências, entre outras substâncias, e pode encontrar-se em qualquer tipo de órgão vegetal.
Como referenciar: parênquima in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-23 17:43:54]. Disponível na Internet: