passivação

Os princípios da passivação baseiam-se na cinética eletroquímica, que resulta da formação de películas protetoras sobre a superfície de metais por imposição de correntes anódicas.
A passividade pode ser simplesmente definida como a perda de reatividade química sob certas condições do meio.
Existem duas definições possíveis: um metal ou liga é passivo se resiste substancialmente à corrosão num meio onde termodinamicamente há uma grande diminuição da energia livre associada com a sua passagem do estado metálico aos respetivos produtos de corrosão, ou, um metal está passivo quando se torna mais nobre por formação de uma película com poder oxidante. Os metais que possuem este comportamento têm orbitais d vazias, de valência, podendo formar ligações covalentes dativas.
Um metal ativo-passivo corrói no estado ativo a uma velocidade de corrosão determinada. Para que se dê a formação de uma película passiva, será necessário fornecer uma intensidade de corrente, designada intensidade crítica.

O potencial ao qual se forma a película passiva denomina-se potencial flade, e será tanto mais nobre quanto mais alto for o pH.
Como referenciar: passivação in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-03 21:56:16]. Disponível na Internet: