Pátria

Poema de Guerra Junqueiro dedicado à memória de José Falcão, ainda inspirado pelas consequências sociopolíticas e morais do Ultimato inglês. A obra faz um balanço patriótico pessimista, retratando uma nação portuguesa desmoralizada e decadente, chefiada por um rei cobarde. O poema inscreve-se, portanto, numa perspetiva de defesa do republicanismo como solução para os males da pátria.
Como referenciar: Porto Editora – Pátria na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-07-29 10:15:22]. Disponível em