Paul Adrien Maurice Dirac

Físico teórico britânico, nascido em 1902 e falecido em 1984, desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento da eletrodinâmica quântica, sendo responsável pela formulação da teoria ondulatória relativista para o eletrão. A ele se devem a introdução dos conceitos de spin e de momento magnético do eletrão e a previsão da existência do positrão. Pela sua grande contribuição para o desenvolvimento da Física Teórica, foi galardoado, em 1933, com o Prémio Nobel da Física, juntamente com Erwin Schrödinger.
Dirac trabalhou na Universidade de Cambridge, com Niels Bohr e Ernest Rutherford, no estudo da estrutura do átomo. O seu trabalho revestiu-se de grande importância, tendo combinado, pela primeira vez e de forma satisfatória, as teorias quântica e relativista; foi responsável pela formulação de equações essenciais para o desenvolvimento da teoria quântica.
O modelo proposto por Dirac permitia explicar muitos dos aspetos quantitativos do eletrão e certas anomalias verificadas no espetro do átomo de hidrogénio. Ao predizer a existência da antipartícula do eletrão, mais tarde chamada positrão, lançou as bases da teoria da antimatéria.
Dirac desenvolveu uma teoria estatística ao mesmo tempo que Fermi, mas independentemente deste, que foi designada por teoria Fermi-Dirac, de grande importância para a Física Nuclear e para a Física do Estado Sólido, permitindo, nomeadamente, determinar a distribuição eletrónica em diferentes níveis energéticos.
É considerado um dos maiores físicos do século XX.
Como referenciar: Paul Adrien Maurice Dirac in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-12-02 07:24:31]. Disponível na Internet: