Paulo Dias de Novais

Neto de Bartolomeu Dias, é incerta a data do seu nascimento. Foi escrivão da Fazenda Real. Juntamente com elementos da Companhia de Jesus, integrou em 1560 uma embaixada a Angola que visava contactar com o régulo local. Acabou por ser preso. Foi libertado em 1555 ou 1556, dispondo-se a vir buscar auxílio para dominar certas revoltas. Em 1571, foi-lhe doada uma capitania nas margens do Rio Cuanza, com a obrigatoriedade de erigir fortalezas e uma igreja e de fixar colonos. Chegou a Angola somente em 1575, empenhando-se na pesquisa de metais preciosos. Fundou diversas localidades, entre as quais São Paulo de Luanda. Morreu em 1589.
Como referenciar: Porto Editora – Paulo Dias de Novais na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-27 06:06:18]. Disponível em