Pedra de Roseta

Estela de basalto negro que foi descoberta em 1799 por um oficial da campanha de Napoleão Bonaparte no Egito, quando se fazia o levantamento de uma fortaleza junto de Roseta (a 70 quilómetros de Alexandria). Contém um texto, datado de 196 a. C., escrito em grego, demótico e caracteres hieroglíficos. O estudo destas inscrições, levado a cabo por Champollion, produziu resultados fundamentais para a decifração dos hieróglifos egípcios. A Pedra de Roseta encontra-se atualmente no Museu Britânico, em Londres.
Como referenciar: Porto Editora – Pedra de Roseta na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-25 03:42:01]. Disponível em