Pedro Roseta

Político português, Pedro Manuel da Cruz Roseta nasceu a 29 de junho de 1943, na Covilhã, mas foi viver para Lisboa ainda criança. Licenciou-se em Direito e tornou-se jurista. Nos tempos de estudante universitário, em 1967 foi dirigente da Associação Académica de Direito.
Pedro Roseta fez carreira no ensino, quase sempre ligado à Universidade Católica Portuguesa, onde foi secretário-geral entre 1972 e 1973. Também foi presidente da Juventude Universitária Católica e dirigiu o jornal Encontro, das Conferências de São Vicente de Paula. Posteriormente, também lecionou como professor convidado nas universidades Lusófona e Moderna.
Em 1973, conheceu Francisco Sá Carneiro, que pouco tempo depois o convida a trabalhar com ele no Partido Social Democrata (PSD) que havia fundado nesse mesmo ano. No partido foi membro das comissões política e permanente em sucessivos mandatos e chegou a líder do grupo parlamentar entre 1979 e 1981. Entretanto, no início da década de 80, tornou-se embaixador de Portugal na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), o que o levou a viver durante sete anos em Paris, na França. Quando regressou a Portugal, dedicou-se por inteiro à atividade de deputado no Parlamento.
Em 1990, passou a ocupar a presidência da Federação Distrital de Lisboa do PSD.
Pedro Roseta, ainda antes de se ocupar da pasta da Cultura, era membro do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida. Ao longo da sua longa carreira como deputado, foi membro das delegações parlamentares às assembleias do Conselho da Europa e presidente da Comissão Parlamentar de Cultura e Educação da UEO. Foi ainda presidente das comissões de Negócios Estrangeiros, Comunidades Portuguesas e Cooperação, membro de duas comissões de Inquérito Parlamentar ao Desastre de Camarate e presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa.
Em abril de 2002, mesmo sem ter tido ao longo da sua carreira política grandes ligações à cultura, passou a ser Ministro da Cultura no XV Governo Constitucional, liderado por Durão Barroso. A 17 de julho de 2004, tomou posse o XVI Governo Constitucional, chefiado por Santana Lopes, e Pedro Roseta foi substituído por Maria João Bustorff.
Como referenciar: Pedro Roseta in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-17 18:56:18]. Disponível na Internet: