pegmatito

Os pegmatitos são, em geral, rochas magmáticas, variedade dos granitos com cristais que, em regra, possuem mais de um centímetro de diâmetro. Contudo, já foram encontrados alguns cristais com dez metros de comprimento, três metros de diâmetro e algumas toneladas de peso.
Massas de feldspato do tamanho de casas foram encontrados na Carolina do Norte, gigantes cristais de moscovite com alguns metros de comprimento foram encontrados na província de Ontário, no Canadá, e cristais de espodumena com doze metros de comprimento foram extraídos de minas. Nem todos os pegmatitos contêm cristais tão grandes, mas estes exemplos acentuam as condições especiais que presidiram à sua formação.
Algumas rochas magmáticas formaram-se a partir de frações residuais de magmas ricos em iões com grandes proporções de água. Nestas condições, os iões movem-se com inteira liberdade, favorecendo o crescimento de cristais, que podem atingir tamanhos fora do normal.
Nem todos os magmas residuais produzem pegmatitos e nem todos têm composição granítica. Alguns magmas são ricos em ferro e ocasionalmente em cobre. Por exemplo, em Kirava, na Suécia, um magma com mais de 60% de iões ferro solidificou originando o maior jazigo de magnetite (minério de ferro) do mundo.
Alguns elementos raros (como o berilo, a turmalina e minerais raros, que geralmente são pedras semipreciosas ou preciosas) ocorrem em pegmatitos.
Como referenciar: Porto Editora – pegmatito na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-06-13 09:40:05]. Disponível em