Pierre Curie

Físico francês, Pierre Curie nasceu em 1859 e faleceu em 1906.

Em conjunto com a sua mulher, Marie, descobriu o fenómeno da radioatividade, a partir de novos elementos que emitiam espontaneamente radiações. Desde então, continuaram a trabalhar juntos e, em 1898, conseguiram isolar um novo elemento, o polónio (nome do país de origem de Marie). Meses mais tarde, descobriram o rádio (Ra). Em 1903 Becquerel, Marie e Pierre receberam, em conjunto, o Prémio Nobel da Física, pelos seus estudos sobre a radioatividade.
Pierre Curie descobriu a piezoeletricidade (fenómeno descoberto em colaboração com seu irmão Jacques Curie) e estudou as simetrias em Física. Em 1895, Pierre Currie descobriu ainda que as substâncias magnéticas, abaixo de uma certa temperatura (conhecida como "ponto Curie"), perdiam o ferromagnetismo que se transformava em paramagnetismo.

A sua filha mais velha, Irene Curie, juntamente com o seu marido, Frederic Joliot, viria também a receber, em 1935, o Prémio Nobel da Química, pela obtenção de novos elementos radioativos.
Como referenciar: Pierre Curie in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-25 11:57:27]. Disponível na Internet: