Pierre Restany

Escritor e crítico de arte francês, Pierre Restany nasceu em 1930, em Amélie-les Bains, nos Pirenéus Orientais, França. Desenvolveu atividade como escritor e também como crítico de arte contemporânea, área em que foi responsável por um importante trabalho teórico e de divulgação.
No início da sua carreira como crítico revelou um especial interesse pela arte abstrata, forma de expressão que constituiu o tema do seu primeiro livro "Lirismo e Abstração", publicado em 1958. Em 1960, ligou-se ao movimento do Nouveau Réalisme (novo realismo), ganhando então fama internacional. Nesse ano redigiu o manifesto dos nouveaux réalistes, apresentado durante a exposição do grupo que decorreu em Milão. Dedicou então um grande esforço na divulgação deste movimento artístico, assumindo-se como o seu principal teorizador e animador. Participou em várias conferências e na organização de exposições, como Le Nouveau Réalisme à Paris et New York, realizada em 1960, em Paris, ou a grande exposição do grupo de 1962, em Nova Iorque, para as quais escreve os textos dos catálogos. Em 1960 colaborou com Yves Klein na organização de uma performance deste artista numa galeria de arte na qual três mulheres nuas se cobrem de tinta azul e rolam sobre papéis brancos ao mesmo tempo que ouvem música.
A seguir ao Nouveau Réalisme, Pierre Restany associou-se a outra corrente estética, designada Mec Art (arte foto-mecânica), onde participam alguns dos artistas saídos do Nouveau Réalisme, como Alain Jacquet e Mimmo Rotella. Este movimento procurava o desenvolvimento de uma estética baseada em imagens produzidas por processos fotomecânicos como a serigrafia. Realizou em 1965 a exposição deste grupo, "Hommage à Nicéphore Niepce". Participou também na recriação de Alain Jacquet da tela de Manet "Dèjeneur sur L'Herbe".
Pierre Restany é autor de vários livros de referência, como o "L'Autre Face de l'Art" e de inúmeros artigos para catálogos e periódicos, colaborando com diversas revistas de arte francesas e estrangeiras, como a Art Internacional e a Domus. Faleceu a 29 de maio de 2003.
Como referenciar: Pierre Restany in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-13 19:39:16]. Disponível na Internet: