Pinhel

Aspetos Geográficos
O concelho de Pinhel, do distrito da Guarda, fica situado no centro do distrito, localiza-se na Região Centro (NUT II) na Beira Interior Norte (NUT III). É limitado pelos seguintes concelhos: a norte por Vila Nova de Foz Coa, a nordeste por Figueira de Castelo Rodrigo, a este por Almeida, a sul pela Guarda, a sudoeste por Celorico da Beira, a oeste por Trancoso e a noroeste pela Mêda.
A cidade de Pinhel fica a 26 km a norte da Guarda. Ocupa uma área de 484,5 km2 e está dividida por 27 freguesias: Alverca da Beira, Atalaia, Azevo, Bogalhal, Bouça Cova, Cerejo, Cidadelhe, Ervas Tenras, Ervedosa, Freixedas, Gouveia, Lamegal, Lameiras, Manigoto, Pala, Pereiro, Pinhel, Pínzio, Pomares, Póvoa d' El Rei, Safurdão, Santa Eufémia, Sorval, Souro Pires, Valbom, Vale de Madeira e Vascoveiro.
Em 2005, o concelho apresentava 10 545 habitantes.
O natural ou habitante de Pinhel denomina-se pinhelense.

História e Monumentos
Não se sabe ao certo qual é a origem de Pinhel, sabe-se, no entanto, que recebeu foral muito cedo, em 1191. D. Sancho I voltou a conceder-lhe foral em 1209. Durante o reinado de D. José I, Pinhel foi elevada à categoria de cidade, em agosto de 1770.
No concelho de Pinhel estão apenas classificados como monumentos nacionais, o Castelo de Pinhel e o pelourinho de Pinhel. No entanto, existem outros monumentos de grande interesse como a Igreja de Santa Maria do Castelo, edifício gótico do século XIV; a Igreja Matriz de S. Luís, do século XVII, que foi capela quando Pinhel era sede de bispado; a Igreja da Misericórdia, do século XV; a Igreja de Santo António; a capela de N. Sra. da Torre; a capela de N. Sra. das Fontes, do século XVIII; o Solar dos Távoras, construído no século XV; a Casa Grande do século XVIII, onde está situada a Câmara Municipal; as Termas de Sinchela, de águas sulfurosas.

Tradições, Lendas e Curiosidades
Algumas das festas do concelho são a de S. José a 19 de março, a festa de N. Sra. da Torre a 15 de agosto; a festa de N. Sra. das Fontes, na freguesia de Santa Eufémia, a 8 de setembro, e a festa da Senhora de Alagoa, na freguesia de Pomares, a 8 de setembro.
As principais feiras do concelho realizam-se nos dias 1 de maio, 17 de agosto, 1 de novembro e 1 de dezembro. A feira de Alverca da Beira realiza-se a 15 de agosto.
O feriado municipal é no dia 25 de agosto.
O artesanato típico do concelho consiste na confeção de tamancos, da renda de nó de "Filé", nos foles de Freixedas, na latoaria, na tecelagem de linho e lã e nos cestos de verga.

Economia
É uma região dedicada à agricultura, onde predomina a vitivinicultura, uma das principais atividades produtivas do concelho. A produção de gado ovino e caprino tem também grande importância.
Existem ainda algumas pequenas indústrias têxteis, construção civil e extrações de pedra, sendo um dos produtos artesanais as lareiras de granito.
Como referenciar: Pinhel in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-21 08:40:47]. Disponível na Internet: