Pires Vieira

Artista plástico, Vítor Manuel Pires Vieira nasceu no Porto, em 1950. Estudou Arquitetura e Urbanismo em Paris e Vincennes. Começou a expor em 1971, na Galeria Alvarez, Porto. Muito cedo ultrapassou a pintura concebida como quadro abstrato ou figurativo, para se concentrar na relação entre a cor e o espaço real. A superfície pintada era componente de grandes caixas, com o seu aspeto volumétrico e reentrante. O confronto de áreas pintadas com cores puras conduziu ao paralelismo dos suportes, também eles destacados. O conhecimento dos extremos do impacte da cor pura conduziu-o a uma persistente análise das variações de uma estrutura elementar: um quadrado encimado por um pequeno retângulo. A figura marcou a pintura de Pires Vieira até 1975, fosse ela contornada ou vista como silhueta, preenchida de cor ou vazia, ou parcialmente colorida, isolada ou em sucessões, ou mesmo intervindo no formato do próprio suporte. A direção da sua pesquisa artística fundamentava-se nas lições dos mestres Matisse, Rothko e Reinhardt, integrável então na support-surface (superfície-suporte).
Após alguns anos em que não pintou, Pires Vieira retomou a atividade artística em 1983, com pinturas e desenhos que constituem imagens do próprio processo. Essa pesquisa analítica, enquadrada pela conjuntura pós-conceptual, foi evoluindo para chegar aos anos noventa como uma prática que incorporou a subjetividade e a experiência pessoal como dados fundamentais do jogo de convocação. Além da pintura, este artista tem-se notabilizado no vídeo e escultura, áreas nas quais a temática do corpo ou a sua sugestão fragmentária surgem como uma possibilidade de trazer à tona os interditos da memória.

Como referenciar: Pires Vieira in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-17 05:42:13]. Disponível na Internet: