polarímetro

Um polarímetro, também conhecido por polariscópio, consiste num instrumento destinado à medição do ângulo de rotação do plano de polarização de uma substância oticamente ativa.
No mercado existe uma grande variedade de polarímetros, desde os mais elementares aos mais sofisticados.
Essencialmente, um polarímetro é constituído por uma fonte luminosa, normalmente luz monocromática que corresponde à risca D do sódio, dois obstáculos constituídos por substâncias polarizadoras da luz, localizados, respetivamente, antes e depois da câmara onde é introduzido o tubo com a substância oticamente ativa. O primeiro obstáculo é denominado por polarizador e o segundo por analisador.
Ao introduzir um tubo com a substância oticamente ativa na câmara, o observador, ao olhar pela ocular, vê reduzir a luminosidade, tendo de rodar o analisador de um ângulo correspondente ao desvio que a substância produziu no feixe de luz, polarizada pelo polarizador, para voltar a obter um máximo de intensidade luminosa.
Um polarímetro permite também distinguir diferentes soluções de açúcar, cujas moléculas contêm igual número de átomos ou ainda medir a concentração de uma solução de açúcar conhecida.
Na prática, os polarímetros são construídos de tal forma que não se determinam os pontos de difícil medição quanto à sua maior ou menor luminosidade, mas sim a igualdade de iluminação de duas superfícies.
Como referenciar: polarímetro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-19 11:07:49]. Disponível na Internet: