Praça/Coluna de Vendôme

O traçado desta praça, situada em Paris, esteve a cargo de Jules Hardouin, dito Hardouin-Mansart (1646-1708). É um artista que ao controlar todas as obras públicas, realizou e pôs em prática as fórmulas da linha oficial numa série de obras magistrais entre as quais a Praça Vendôme.
Em 1685, o rei comprou o solar do Hotêl de Vendôme ao arruinado duque de Vêndome com o intuito de, posteriormente, fazer uma praça para albergar a biblioteca real e as academias. Os problemas financeiros obrigaram a uma mudança de planos e elaborou-se um novo traçado em 1698. O rei decidiu ceder o solar e todos os edifícios já construídos à cidade de Paris com a condição de respeitarem as fachadas tais como as havia desenhado Mansart, podendo, no entanto, vender as parcelas que ficavam por trás das fachadas a particulares para que construíssem a seu gosto.
A Praça Vendôme é um quadrado totalmente fechado com as esquinas quebradas. Tem apenas duas entradas que traçam o eixo central. Era da autoria de François Girardon a estátua equestre de Luís XIV, feita entre os anos 1683 a 1692 que se situava nesse eixo da praça de frente para a rua de St. Honoré. Foi destruída pela Revolução.
Esta praça foi concebida especialmente para constituir o cenário envolvente à estátua do soberano e para demonstrar a sua magnanimidade com as artes. O resultado final foi o abandono da parte mais nobre do desenho e o desvirtuar da ideia inicial.
Como referenciar: Praça/Coluna de Vendôme in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-16 03:58:06]. Disponível na Internet: