Prémios Goya

Os Prémios Goya são os mais importantes galardões da indústria cinematográfica espanhola. Têm como objetivo o reconhecimento do trabalho dos profissionais da indústria cinematográfica em Espanha. A gala de entrega dos Goya é a maior festa do cinema espanhol, consolidando uma imagem sólida e de grande qualidade da indústria cinematográfica deste país. A estatueta que é entregue aos vencedores é uma reprodução em bronze do busto do famoso pintor Francisco de Goya.
Após a criação da Academia Espanhola das Artes e Ciências Cinematográficas, a 8 de janeiro de 1986, como forma de impulsionar a promoção nacional e internacional do cinema espanhol, bem como de defender os seus profissionais, surgiu a possibilidade de criar uns prémios que confirmassem a qualidade do trabalho feito na Sétima Arte. Assim, a 17 de março de 1987, a Academia promoveu a primeira cerimónia de entrega dos prémios Goya, que teve lugar no Teatro Lope de Vega, na cidade de Madrid. O Goya de Melhor Filme foi atribuído nesse ano a El Viaje a Ninguna Parte, de Fernando Fernán Gomez, que também venceu o prémio de Melhor Realizador.
Durante o período em que foram entregues os prémios, foram presidentes da Academia figuras conceituadas como José María González Sinde (o primeiro presidente), Fernando Trueba, António Gimenez Rico, Marisa Paredes e Gerardo Herrero, entre outros. A Academia concede os galardões após uma votação secreta por parte dos seus mais de 800 membros, que têm de alguma forma que estar ligados à indústria do cinema. Dá-se também um prémio de honra, cuja eleição difere dos anteriores, não se realizando por voto secreto dos membros, mas antes sendo escolhido pela direção da academia. Este prémio visa distinguir toda uma vida associada ao cinema e recai sobre um profissional de qualquer categoria. Já venceram este prémio a atriz Imperio Argentina, o argumentista Rafael Azcona ou o realizador e produtor Juan Antonio Bardem.
Começaram por se entregar 15 estatuetas, número que foi aumentando para 28 categorias, incluindo o prémio de Melhor Realizador, Melhor Filme, Melhor Direção Artística, Melhor Argumento Original e Melhor Argumento Adaptado, Melhor Ator e Melhor Atriz, entre outros.
Já venceram Goyas personalidades como Javier Bardem, Alejandro Aménabar ou Penélope Cruz; e filmes como Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos (1988), Os Outros (2002) ou Mar Adentro (2004).
Como referenciar: Prémios Goya in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 17:04:40]. Disponível na Internet: