preservativo

O preservativo é um método contracetivo mecânico, já que se constitui como uma barreira, impedindo o contacto direto da mucosa vaginal com o pénis, retendo o líquido ejaculado pelo homem, o esperma.
Atualmente, existem preservativos masculinos e femininos.
O preservativo masculino de uso simples, fácil de adquirir e barato, é constituído por um tubo cilíndrico de látex, aberto numa das extremidades e com um pequeno reservatório na outra, onde o ejaculado fica retido. A sua colocação deve ser anterior a qualquer contacto entre os órgãos genitais, sendo desenrolado sobre o pénis ereto, recobrindo-o totalmente.
O preservativo feminino é um saco tubular de poliuretano, com dois anéis flexíveis, sendo que o fundo do saco (fechado) possui um anel que se adapta ao colo do útero, como um diafragma, e a outra extremidade, aberta, possui o segundo anel, que se ajusta, externamente, à vulva, revestindo assim toda a vagina e retendo o esperma.
O preservativo masculino é um método contracetivo muito antigo, existindo provas da sua utilização em civilizações históricas da Antiguidade, como a chinesa, na qual os preservativos eram feitos de papel de seda untado com óleo, a egípcia, que utilizava intestinos de animais cosidos, ou ainda a cretense (1600 a. C.), da qual existem relatos acerca do rei Minos de Knossos recorrer a bexigas natatórias de peixes como preservativo. Ao longo dos séculos, vários outros materiais foram utilizados no fabrico de preservativos, sendo de destacar o linho impermeabilizado, alvo de vários estudos científicos, realizados pelo cirurgião italiano Gabrielle Falopio, em 1523, testando a sua eficácia contracetiva em sapos. Já no decurso do século XIX, o preservativo passou a ser fabricado em borracha, devido à descoberta do processo de vulcanização pela Goodyear (1839), sendo no século XX introduzido o látex.
Para além da sua eficácia como método contracetivo, o preservativo é também o melhor método de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, já que impede o contacto das mucosas dos aparelhos reprodutores entre si ou com os fluidos que as recobrem, principais vias de transmissão de inúmeros vírus e bactérias, responsáveis por várias doenças, como a sífilis, gonorreia, hepatite B e sida.
O preservativo é uma das principais armas contra a erradicação do vírus HIV, responsável pela sida.
Como referenciar: preservativo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-29 20:20:33]. Disponível na Internet: