publicidade

A publicidade é um conjunto de meios e técnicas cuja finalidade primeira é divulgar um serviço ou uma empresa, orientando-se, ao mesmo tempo para a angariação, alargamento ou manutenção de uma clientela. O termo publicidade deriva de público (do latim publicus) e significa tornar público um produto, um facto ou uma ideia. Para isso, procura difundir e aumentar o sentido da mensagem, ultrapassando a simples dimensão informativa.
A finalidade da publicidade é despertar, no consumidor, o desejo pela coisa anunciada ou criar e manter o prestígio do anunciante. Para isso, tem como objetivos informar o consumidor sobre o produto, as suas características e os lugares ou as formas de aquisição; aumentar a notoriedade e hipóteses de aquisição; diminuir o esforço de compra, ajudando a tomar uma decisão; e influenciar na decisão de compra.
Do ponto de vista das empresas, nem sempre a publicidade visa objetivos de curto prazo (aumento imediato das vendas). De facto, à publicidade de venda imediata contrapõe-se a de imagem, que, prosseguindo objetivos de longo prazo, visa proporcionar a uma empresa ou a uma marca um prestígio e uma reputação que lhe permitam vender com maior facilidade em ocasiões futuras, pelo simples facto de ser reconhecida pelo mercado como tendo determinados atributos. A publicidade pode ser efetuada recorrendo a diversos meios de transmissão (televisão, jornais, cartazes, mailings). A escolha do meio é fundamental para o sucesso de uma campanha publicitária. A opção por um veículo de comunicação desajustado dos consumidores que se pretende atingir pode frustrar toda a campanha.
Atualmente é fundamental na economia, quer por ser um meio de comunicação de massa que, rapidamente, fornece informações e recorda produtos ou anunciantes, quer por apresentar um poder de convencer e cativar consumidores.
Em contrapartida, como o objetivo primordial é informar de forma a convercer o consumidor a adquirir o produto em causa, ao frisar-se as qualidades e as características positivas daquilo que se pretende vender, negligencia-se os aspetos que sejam (objetivamente ou em confronto com a concorrência) menos bons, pelo que a mensagem publicitária é tendenciosa. Em alguns casos, leva àquilo a que chamamos publicidade enganosa (aquela em que se transmite a ideia da existência de uma qualidade que o produto efetivamente não possui).
Como referenciar: publicidade in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-18 03:30:24]. Disponível na Internet: