Rabat


Aspetos Geográficos
Capital e segunda maior cidade de Marrocos, Rabat localiza-se na costa atlântica, no Norte do país, na foz do rio Bouregreg. Do outro lado do rio, fica Salé, um dormitório de Rabat. Possui um clima temperado, com precipitação abundante, especialmente entre outubro e maio. Possui cerca de 1 500 000 habitantes (2006).

História e Monumentos A história da cidade remonta à povoação de Chellah, no terceiro século antes de Cristo. No ano 40 d. C., os Romanos conquistaram Chellah e converteram-na em Sala Colonia, mantendo-a até ao ano 250, quando a abandonaram para os berberes. Em 1146, os governantes mouros transformaram a cidade numa fortaleza para ser usada como ponto estratégico de ataque a Espanha. Em 1170, graças à sua importância militar, adquiriu o título de Ribatu al-Fath, o que significa "o campo da vitória", sendo essa a origem do atual nome. No século XIII, Yakub al-Mansur transferiu a capital do seu império para Rabat, construindo as muralhas da cidade e iniciando a construção daquela que poderia ter sido a maior mesquita do mundo se não tivesse ficado inacabada com a morte de Yakub. As ruínas da mesquita inacabada, incluindo a Torre Hassan, ainda hoje são visíveis. Nesta altura, iniciou-se um período de intenso declínio da cidade que se prolongou até ao século XVI, transferindo-se grande parte da importância desta para Fez. Tornou-se cidade imperial em 1660 e foi a capital do protetorado francês de Marrocos entre 1912 e 1956, altura em que o país atingiu a independência, com o rei Mohammed V a decidir manter a capital em Rabat.

Aspetos Turísticos e Curiosidades
Rabat é o centro político e administrativo do país, onde se encontram o Palácio Real, os edifícios governamentais e as embaixadas. Possui um importante património arquitetónico que inclui monumentos como a Kasbah de Oudaya (ou Oudaïa), o mausoléu de Mohammed V ou a necrópole de Chellah (nos arredores). Tem também diversos museus, como o de arqueologia ou o de artesanato. É também a sede da Universidade Mohammed V (de 1957) e de diversos institutos culturais e educativos. O turismo desempenha um papel importante na cidade.

Economia
Constituindo um importante porto, a cidade tem uma assinalável atividade comercial e industrial (têxteis, produtos alimentares, materiais de construção). Também o turismo e o artesanato local desempenham um papel importante na vida económica da cidade. Nos últimos anos, têm sido lançados projetos culturais de grande importância, como a Biblioteca Pública, o Museu de Arte Contemporânea e o Instituto Superior da Música e da Dança.
Como referenciar: Rabat in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-22 05:48:15]. Disponível na Internet: