Ray Charles

Músico norte-americano, Ray Charles Robinson nasceu a 23 de setembro de 1930, em Albany, Georgia, e faleceu a 10 de junho de 2004, em Beverly Hills, Califórnia.

Invisual desde os sete anos de idade, deixou os estudos aos 15 para formar o seu grupo de rhythm & blues. Com 16 anos de idade começou a atuar profissionalmente em bares.

Estreou-se em finais dos anos 40 com "Confession Blues", inovando pelo seu estilo vocal distintivo. Outros êxitos incluíram "Baby Let Me Hold Your Hand" (1951), "I've Got A Woman" (1955), "What'd I Say" (1959), "Georgia On My Mind" (1960), "Hit The Road, Jack" (1961) e "I Can't Stop loving You" (1962)

Em 1965 foi detido por posse de heroína, submetendo-se a um tratamento de desintoxicação. No ano seguinte estreou-se no cinema, em Ballad In Blue. Outras aparições deram-se, por exemplo, em Blues Brothers (1980) e em várias séries televisivas.

Nos anos 80, destacaram-se trabalhos como Wish You Were Here Tonight e Friendship. Já na década de 90 tornou-se popular entre o público jovem por uma série de anúncios publicitários da Diet Pepsi.

Foi galardoado com 12 Grammys, entre os quais se destacam os atribuídos pelo dueto com Chaka Khan em "I'll Be Good To You" (1990) e pelo tema "A Song For You" (1993). Neste prémio, e por três anos consecutivos, venceu na categoria R&B (rhythm & blues) com os temas "Hit the Road Jack", "I Can't Stop Loving You" e "Busted".

Em 1987 foi-lhe atribuído o prestigiante Lifetime Achievemnt Award. Em 1993, o Presidente Bill Clinton presenteou-o com a National Medal of Arts.

Ao longo da sua carreira manteve sempre preocupações humanitárias. Participou, em 1985, no projeto USA For Africa, e no tema "We Are The World". Apoiou monetariamente movimentos de defesa dos direitos humanos.

Em 1987 fundou a Robinson Foundation for Hearing Disorders, uma organização de apoio aos doentes auditivos. Publicou a sua autobiografia em 1978, Brother Ray, Ray Charles' Own Story, que se tornou num sucesso de vendas.
Como referenciar: Ray Charles in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-30 17:31:02]. Disponível na Internet: