reação de polimerização em cadeia

Também conhecida por PCR, iniciais de Polymerase Chain Reaction, é um método que permite a ampliação de fragmentos de uma dupla cadeia de ADN. Neste processo utiliza-se uma porção de ADN, nucleótidos (adenina, timina, citosina e guanina) e ADN polimerase (enzima que constrói um polímero). Por ação do calor separa-se a dupla cadeia em duas cadeias simples. De seguida a ADN polimerase entra em ação e adiciona os nucleótidos que vão formar duas cadeias complementares das iniciais, que se encontram separadas. Assim, de uma dupla cadeia obtêm-se duas duplas cadeias que, com a repetição do processo, vão originar 4, depois 8, 16, 32... É a esta contínua produção de duplas cadeias de ADN, exatamente iguais à dupla cadeia original, que se chama ampliação do ADN. Em poucos minutos consegue-se um ciclo completo, sendo possível, em algumas horas, a obtenção de milhões de cópias do fragmento inicial.
Como referenciar: reação de polimerização em cadeia in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-01 12:32:53]. Disponível na Internet: