refrigerantes

Os refrigerantes apareceram em 1676, em Paris, por iniciativa da empresa Limonadiers, que apresentou uma bebida que misturava água com sumo de limão e açúcar.

Quase um século depois, em 1772, Joseph Priestley foi o primeiro a fazer experiências para gaseificar líquidos, mas foi só em 1830 que se iniciou a comercialização da água mineral, tanto natural como artificial. Foi nesta época que se vulgarizou a venda de água engarrafada graças ao desenvolvimento do processo industrial de engarrafamento.
Entretanto, os farmacêuticos foram tentando desenvolver as propriedades curativas das bebidas gaseificadas através da combinação de ingredientes, o que levou ao aparecimento de refrigerantes com novos sabores, como ginger ale, lima limão e o sabor cola, lançado em 1886 pela famosa Coca-Cola.

Os refrigerantes passaram a fazer parte das despensas domésticas e, por isso, foi preciso encontrar um sistema seguro para vedar as garrafas. Assim, após muitas experiências, em 1892 surgiu a carica ou sameira, uma tampa que permite manter isolado o líquido de uma garrafa por mais de 70 anos.

A massificação dos refrigerantes deu-se no século XX, muito por causa da publicidade que levou a que marcas como a Coca-Cola ou Pepsi-Cola se tornassem conhecidas em todo o mundo.

Os refrigerantes passaram a ser vendidos em todo o tipo de embalagens, sendo as mais populares as garrafas de plástico ou vidro e as latas. Há também bebidas vendidas em pacotes de cartão plastificado.

A garrafa mais popular é sem dúvida a da Coca-Cola, que existe tal como é hoje em dia desde 1915, tendo resistido a todas a modas e tendências.

Atualmente, há uma imensa variedade de refrigerantes no mercado, sendo os mais populares a cola, os sumos artificiais (com e sem gás), os sumos naturais, gasosa, água tónica, lima-limão, iced tea (bebida com sabor a chá aromatizado), etc.

O tipo de refrigerante que surgiu mais recentemente foi a bebida energética, lançada em 1987 pelo austríaco Dietrich Mateschitz. Inspirado em bebidas que experimentou na Ásia, lançou o "Red Bull", o primeiro produto classificado como bebida energética.

Posteriormente, surgiram as bebidas isotónicas, com características re-hidratantes e fortificantes e, por isso, especialmente vocacionadas para desportistas.


Como referenciar: refrigerantes in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-09 05:29:24]. Disponível na Internet: