reprodução assexuada

Tipo de reprodução em que intervém um só progenitor, não havendo a participação de células reprodutoras ou gâmetas na formação dos novos indivíduos. Ocorre nos procariontes, na maioria dos seres vivos unicelulares eucariontes e em alguns organismos multicelulares, como, por exemplo, nas plantas. É um processo rápido.
A fecundação e a meiose estão ausentes na reprodução assexuada. O aumento do número de indivíduos ocorre por mitoses sucessivas, mantendo-se constante o número de cromossomas. Os novos indivíduos são geneticamente idênticos ao progenitor. Assim, na ausência de mutações, a reprodução assexuada não contribui para a variabilidade genética, o que constitui uma desvantagem porque os seres vivos que apresentam este tipo de reprodução não se adaptam com facilidade a alterações ambientais.
Existe uma variedade de estratégias da reprodução assexuada, nomeadamente a bipartição, a gemulação, a divisão múltipla, a fragmentação, a multiplicação vegetativa e a partenogénese.
Como referenciar: reprodução assexuada in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-15 10:54:40]. Disponível na Internet: