réptil

Há aproximadamente 300 milhões de anos, um novo tipo de vertebrados apareceu. Apresentava pulmões e escamas, pele resistente à perda de água, e punha ovos resistentes à seca e com substâncias de reserva que permitiam o desenvolvimento do embrião. Libertos da necessidade de estar próximo da água ou de regressar à água para se reproduzirem, estes animais estavam melhor adaptados à vida na Terra que os seus ancestrais anfíbios. Estes vertebrados são os répteis.
Os primeiros répteis eram animais relativamente pequenos. Hoje encontram-se cerca de 6000 espécies, de que são exemplos as tartarugas, os crocodilos, e os lagartos. As mais importantes adaptações à vida terrestre residem na existência de uma pele mais espessa que a dos anfíbios e mais seca. Os répteis também possuem mecanismos que evitam a perda de água durante a excreção. Por exemplo, os compostos nitrogenados são transformados em ácido úrico, que é praticamente insolúvel na água, podendo ser excretado como uma massa quase seca.
A reprodução, ovípara, é caracterizada por uma fecundação interna, sendo o ovo envolvido por uma casca que impede a perda de água. Os répteis são animais de sangue frio, isto é, a sua temperatura interna varia com a temperatura do meio.
A sua pele é reforçada por placas justapostas ou imbricadas, por vezes, como no caso das tartarugas, muito resistentes. A pele das serpentes com escamas imbricadas cai e renova-se em cada muda. Alguns répteis possuem dois ou quatro pares de membros, que lhes permitem grande velocidade nos movimentos. Outras vezes esses membros são atrofiados e mal se distinguem. Não existem membros nas serpentes, que se deslocam por reptação. Salvo raras exceções, os répteis são carnívoros, com a rara faculdade de poderem distender as maxilas e o esófago para engolir a presa sem a mastigar.
Os répteis estão difundidos em todo o globo e as suas espécies crescem em variedade e dimensão à medida que nos aproximamos das regiões equatoriais. Contudo, atualmente, não atingem as proporções colossais dos répteis fósseis, de que os dinossauros são um exemplo, que podiam atingir 30 metros de comprimento.
A classe dos répteis é dividida em ordens: ofídios (serpentes), sáurios (lagartos), quelónios (tartarugas) e crocodilos (aligátor).
Como referenciar: réptil in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-17 05:48:08]. Disponível na Internet: