Ricardo Rangel

Fotógrafo moçambicano, Ricardo Achiles Rangel nasceu a 15 de fevereiro de 1924, em Lourenço Marques (atual Maputo), tendo falecido a 11 de junho de 2009, aos 85 anos, na sua terra natal.
Descendente de uma família proveniente de gregos, africanos e chineses, Ricardo Rangel cresceu na casa da avó africana e visitava regularmente os pais que viviam nas Províncias de Maputo.
Em 1941 foi aprendiz no laboratório de fotografia de Otílio Vasconcelos. Em meados dos anos 40, trabalhou no laboratório Focus, onde ficou conhecido como um impressor de preto e branco. Em 1952, foi o primeiro repórter fotográfico preto a entrar para o jornal Notícias da Tarde e num órgão de comunicação, passando, em 1956, para o Notícias. Em 1960, Ricardo Rangel foi chefe fotógrafo do A Tribuna, que abandonou, em 1964, por razões ideológicas. Em meados dos anos 60, trabalhou, na Beira, nos jornais Diário de Moçambique e Voz Africana e, mais tarde, em Notícias da Beira. Em 1970, juntamente com um grupo de quatro jornalistas, cria a primeira revista a cores Tempo que vai registar de forma ativa a independência de Moçambique em 1975. Em 1977 é designado chefe fotógrafo do Notícias e responsável por formar uma nova geração de fotógrafos. Em 1981 foi nomeado diretor do semanário Domingo e, a partir de 1984, criou o Centro de Formação Fotográfica, em Maputo, no qual permanece como diretor e forma quase todos os fotógrafos moçambicanos.
Fotografando sempre a preto e branco, Rangel foca a injustiça social, as atividades diárias do homem, a vida noturna nos cafés, bares e restaurantes moçambicanos, entre outros assuntos.
O reconhecimento internacional do "pai do fotojornalismo moçambicano" deu-se em 1996, quando Ricardo Rangel foi incluído no Museu Guggenheim de Nova Iorque, na exposição "Fotógrafos Africanos de 1940 aos nossos dias" e numa homenagem nos Encontros da Fotografia Africana, em Bamako, no Mali.
Como referenciar: Ricardo Rangel in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-17 01:32:14]. Disponível na Internet: