Richard Doddridge Blackmore

Escritor inglês, Richard Doddridge Blackmore nasceu em 1825, em Longworth, no Blackshire, onde o seu pai, John Blackmore, era cura da freguesia. Ficaria órfão de mãe, vítima mortal de tifo, apenas alguns meses após o seu nascimento, pelo que o pai teria regressado à sua terra natal, deixando-o ao cuidado da tia.
Casando novamente em 1831, o pai de Blackmore viria a recolhê-lo para junto de si e da sua esposa, em Devon.
Frequentou a escola em Tiverton, onde se sobressaiu em Estudos Clássicos, tendo conseguido uma bolsa de estudos para a Universidade de Oxford, de onde obteria o diploma de Direito em 1847. Teria sido num período de férias desta instituição que Blackmore teria encetado a primeira tentativa de escrever um romance, e que resultaria, muito mais tarde, em The Maid of Sker, apenas terminado e publicado em 1872. Após ter deixado Oxford, começou a exercer a sua profissão nos tribunais mas, em 1852, foi forçado a deixar de trabalhar a tempo inteiro, por razões de saúde. No ano seguinte, não só passaria a ocupar o cargo de professor de Cultura Clássica na Wellesley House Grammar School, como contrairia matrimónio. Publicou, em 1854, anonimamente, dois volumes de poesia.
Em setembro de 1857 o seu tio faleceu, deixando-lhe os meios financeiros de realizar um sonho de longa data, ser proprietário de uma casa de campo com um grande jardim. Completou a construção da sua nova casa em 1860, a que deu o nome de Gomer House, em honra do seu cão favorito, e iniciou-se na fruticultura, empresa não tão bem sucedida, pela sua inabilidade para o negócio. Tido como insociável pelos vizinhos, conseguiu rechaçar o corte da sua propriedade pela vinda do caminho de ferro, não sem poder, no entanto, evitar a construção de um apeadeiro mesmo em frente da sua porta.
Em 1869 publicou o seu romance mais conhecido, Lorna Doone, que constituiu um sucesso considerável, colocando o autor na vanguarda dos autores britânicos da época. Seguiu-se-lhe Springhaven, publicado em 1887.
Não tendo tido filhos, faleceu, após doença prolongada, a 20 de janeiro de 1900, dois anos após a morte da esposa. A sua biblioteca foi leiloada em 1938 e a sua casa em Teddington viria a ser demolida.

Como referenciar: Richard Doddridge Blackmore in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-12 13:06:16]. Disponível na Internet: