Riga


Aspetos Geográficos
Capital e maior cidade da Letónia, Riga localiza-se na costa do mar Báltico, na foz do rio Daugava. Constitui também um porto, sendo a maior cidade dos países bálticos. Possui cerca de 800 000 habitantes (2006).

História e Monumentos A cidade situa-se num antigo povoado de uma tribo de livónios. A sua fundação moderna, contudo, corresponde à chegada, no século XII, de comerciantes germânicos e cruzados à região com vista a desenvolverem o potencial que esta tinha em termos de mercado e de conversão religiosa. Riga tornou-se cidade em 1201, sob comando do bispo Alberto de Buxhoeveden, que converteu os livónios ao cristianismo e fundou a Ordem dos Irmãos Livónicos da Espada (um dos ramos dos cavaleiros teutónicos). Em 1282, tornou-se membro da Liga Hanseática, uma associação mercantil que desempenhou um papel importante nos domínios político e económico da cidade. Em 1522, a cidade submeteu-se à reforma protestante. Até 1710, Riga esteve sob domínio sueco, tendo resistido ao cerco dos russos na guerra russo-sueca de 1656-1658. Depois disso, foi anexada pela Rússia, tornando-se uma importante cidade portuária industrializada do Império Russo, onde permaneceu até à Primeira Guerra Mundial. Em 1918, a Letónia tornou-se independente, com Riga como capital, mas em 1940 foi ocupada pela União Soviética. Entre 1941 e 1944, foi a vez de sofrer a ocupação alemã, regressando à condição de república socialista soviética com a queda do nazismo. Em 1986, foi concluída uma moderna torre destinada à rádio e televisão da cidade, que faz lembrar a Torre Eiffel. Em 1991, tornou-se capital da Letónia independente, e tornou-se uma cidade da União Europeia com a adesão da Letónia em 2004. A catedral Doma (que remonta ao século XIII) e o castelo de Riga são dois dos seus mais importantes monumentos.

Aspetos Turísticos e Curiosidades
O centro histórico de Riga foi declarado pela UNESCO em 1997 Património Mundial, sendo a cidade particularmente notável pela sua arquitetura "arte nova", só comparável com a de cidades como Viena, São Petersburgo ou Barcelona. O seu turismo tem vindo a intensificar-se. Destacam-se os seguintes locais de interesse: Igreja de São Pedro (com uma torre com mais de 100 metros de altura), atrás da qual fica uma outra igreja, a de São João; a Torre da Pólvora, remanescente da antiga muralha da cidade; o Museu da Ocupação da Letónia; o Museu do Automóvel; o jardim zoológico; o Circo de Riga, o único circo fixo da região. Apesar de algum decréscimo populacional, faz-se sentir um incremento considerável da construção na cidade.

Economia
Centro do comércio do país, Riga é uma importante cidade portuária que funciona como interface de transportes nacional e internacional. Entre as suas principais atividades económicas, destacam-se o setor financeiro, os serviços públicos, a alimentação e bebidas, os medicamentos, os têxteis e o mobiliário. A maioria dos turistas chega por avião através do aeroporto internacional remodelado em 2001.
Como referenciar: Riga in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-29 02:31:09]. Disponível na Internet: