Rinocerotídeos

Família de mamíferos da ordem dos perissodáctilos, constituída por cinco espécies. Os animais desta família têm a pele dura. Esta chega a atingir a espessura de seis centímetros no dorso, formando por vezes uma espécie de couraça constituída por várias placas. Apenas possuem pelos em volta das orelhas, na extremidade da cauda e nas pregas que separam as placas couraçadas, quando estas existem. Possuem um ou dois chifres sobre o nariz que são utilizados como armas e são constituídos por material queratinoso com fibras ósseas. Se os chifres quebrarem voltam a nascer. São digitígrados e possuem três dedos em cada extremidade. Vivem junto das marismas e dos charcos onde podem beber e banhar-se. Os Rinocerotídeos são herbívoros. O seu lábio superior é preênsil, exceto no rinoceronte-branco. A visão dos animais desta família é reduzida principalmente durante o dia. O ouvido e o olfato estão muito desenvolvidos. Os animais pertencentes a esta família são os rinocerontes: o rinoceronte-indiano, o rinoceronte-de-Java, o rinoceronte-de-Samatra, o rinoceronte-negro-de-focinho-aguçado e o rinoceronte-branco ou de-focinho-chato. As três primeiras espécies são asiáticas e as duas últimas africanas.
Como referenciar: Porto Editora – Rinocerotídeos na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-06 09:35:31]. Disponível em